PODER DE DEUS ENTRE O POVO CAINGANGUE

0
195
Público presente no culto de encerramento na Cong. Setor Dez

 

Nos dias 30 de junho e 1º de julho, a equipe Heróis da Fé realizou mais uma visita ao campo missionário. Dessa vez, o destino escolhido foi a cidade de Tenente Portela/RS, onde um lindo trabalho tem sido realizado entre os Caingangues, povo indígena estabelecido em uma reserva na região.

A tribo é dividida em quatorze setores. Três deles já têm congregações apoiadas pela AME Heróis da Fé, cada uma com uma história diferente de milagres!

Acompanhe, a seguir, como foi essa viagem:

No dia 30, a equipe Heróis da Fé esteve presente, e muitos visitantes também, no culto de missões da congregação do Setor Pedra Lisa. Os corais, a equipe Heróis da Fé e o irmão Antônio Sales e sua esposa cantaram hinos de louvores ao Senhor, e todos foram abençoados grandemente. Uma irmã de origem indígena da tribo Caingangue fez uma saudação à Heróis da Fé em sua língua nativa, com tradução em português para a igreja, e também cantou o hino “Altas madrugadas” na língua caingangue.

A irmã Ivoneide Machado – gerente da AME Heróis da Fé – testificou sobre a obra de Deus por meio da Heróis da Fé pelo mundo e ouviu o clamor do povo pela construção de uma igreja no Setor Dez, onde já há sete famílias assistindo aos cultos. As reuniões eram realizadas ao ar livre, mas agora são feitas em uma estrutura coberta emprestada pela mãe do cacique da tribo.

Como testemunho do que Deus está fazendo dentro da reserva, a irmã Kaline, que foi acometida por um câncer no fígado, falou sobre a cura maravilhosa que recebeu após a oração do Pastor Aristides Viana – missionário responsável pelo trabalho na cidade – no culto de doutrina da igreja!

O Pb.Ronaldo Restelli – secretário de missões da Sede Internacional do Ministério Restauração – ministrou a palavra de Deus citando Atos dos Apóstolos 26.12-18 e também Jonas 1.1. Enfatizou, na mensagem, que a vontade de Deus é que nenhum se perca e que todos cheguem ao pleno conhecimento da palavra de Deus.

No dia seguinte, dia 1º de julho, a equipe Heróis da Fé foi até a sede de Área Tenente Portela, onde os cultos ainda são realizados na casa pastoral, pois a igreja necessita de recursos para a construção do templo. A casa pastoral ainda não tem reboco na parte de fora, porém está quase terminada por dentro.

Após, a equipe foi levada ao Setor ABC, onde conheceu a congregação ABC, cujo terreno foi doado pelo irmão Juventino Sales, que relatou um sonho em que um ser de branco falava a ele que deveria doar o terreno para que fosse realizada a obra de Deus naquele lugar. No seu sonho, o ser celestial media o tamanho do terreno a passos e, a cada passo, surgia uma coluna de luz. O mais tremendo é que, quando o pastor Aristides foi conhecer o lugar, o irmão Juventino falou em ir buscar a trena para medir o terreno, mas o pastor disse que não era necessário pois iria medi-lo a passos. Foi então que o irmão Juventino começou a chorar e contou o sonho para o pastor! Aleluia! Vemos a mão de Deus e a preocupação do Senhor em alcançar aquelas almas da tribo indígena! A equipe ficou impactada com o testemunho e, em meio a lágrimas, o nome do Senhor Jesus foi glorificado mais uma vez!

A congregação ABC ainda não tem banheiro, sendo essa uma necessidade urgente do local.

Depois, a equipe deslocou-se até o Setor Dez, que é a “Capital dos Setores”. É nesee Setor que reside o cacique da tribo Caingangue e também onde localiza-se a “Casa Redonda”, onde são realizadas as assembleias do local, ou seja, onde são tomadas todas as decisões na tribo. A equipe, juntamente com os irmãos indígenas, saiu para evangelizar os moradores da reserva e também para participar de um programa radiofônico na rádio local, a Rádio Índio Fonque.

Às 14h30min, iniciou o grande culto evangelístico de encerramento. O pastor Aristides fez uma oração abençoando o povo e falou sobre o arrependimento de Deus por ter criado o homem e da vinda e morte de Jesus para nos salvar. Louvaram ao Senhor o grupo da sede de área, as irmãs Siméia e Rose, o conjunto da congregação Pedra Lisa, os irmãos Sérgio, Marques, Anistela e Marceli, além da equipe Heróis da Fé.

Os irmãos Antoninho, Ervino e Clariano falaram sobre os muitos milagres que o Senhor tem feito naquele lugar. O irmão Antoninho falou como Deus os tem ajudado em todas as coisas, como, por exemplo, na questão do aterro para a entrada da congregação do Setor Pedra Lisa. Após dias de chuva forte, o barro era muito e, por isso, não havia como o carro da Heróis da Fé entrar no local. Porém, Deus providenciou um lindo dia de sol, além do aterro e a retroescavadeira para aterrar o local.

O irmão Ervino também relatou como foi tocado por Deus para ajudar o irmão Clariano nesse projeto, tanto na área espiritual quanto na área material, doando o terreno para a construção da igreja. Segundo ele, o Senhor o alertou que este trabalho é como a construção da arca de Noé, quando ninguém deu crédito, e a água veio e levou a todos. O Senhor também lhe disse que ele estava “preocupado apenas com a parte financeira”. Nosso irmão não sabia o que significava a palavra “financeira” e, quando ele perguntou para os irmãos e soube que significava dinheiro, Deus falou com ele novamente, dizendo que “se uma alma se convertesse naquele lugar, valeria mais que o mundo inteiro”. Foi assim que ele tomou a decisão de doar o terreno para que a obra de Deus avançasse naquele local.

A palavra de Deus foi pregada pelo Dc. Gildo Rogério – ex-morador de rua e ex-dependente químico, hoje coordenador do Café Convívio da Sede Internacional do Ministério Restauração – com base no livro de João 1.45-46. O pregador salientou que Deus escolhe as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias. Foi o que ocorreu com o próprio Jesus, que, sendo de Nazaré, pobre e necessitado, não entenderam que carregar o conhecimento das Escrituras era o que o fazia maior entre todos. Assim, confundiu os sacerdotes e escribas da época, que esperavam um rei rico e poderoso, com exércitos carnais. O Dc. Gildo também contou seu testemunho de vida: era pobre e necessitado, mas Jesus o alcançou! Ao convidar o público presente a crer neste Deus que salva, cura e liberta os cativos, muitos aceitaram o convite e foram alcançados por Deus naquele lugar!

Podemos ver, por meio desses relatos, a preocupação de Deus com aquelas almas. Ele está se movendo de uma maneira sobrenatural para alcançar os Caingangues. E você também pode ajudar nessa grande missão de alcançar o povo indígena para Jesus. Procure agora mesmo a AME Heróis da Fé e saiba o que pode ser feito!

Veja, a seguir, algumas imagens do trabalho na reserva indígena:

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here